Acuado, jornalismo bandido da Veja dá sinais de desespero

Conexão Brasília Maranhão

Ninguém pode prever o que resultará da CPI do Cachoeira.

Tampouco é possível afirmar, categoricamente, sob a ótica jurídico-penal, que a Veja é sócia do esquema criminoso do bicheiro.

Demóstenes é praticamente réu confesso, mas sob a Veja há apenas indícios – fortes indícios, entretanto – que indicam não apenas que a revista se beneficiou de práticas criminosas de Carlinhos Cachoeira para fazer “jornalismo”, mas, sobretudo, e isso é o mais grave, que o fazia com viés inequivocamente político e com o objetivo de atentar contra a administração pública.

A CPI vai esclarecer tudo. Ou não.

O fato é que o jornalismo bandido -ou “jornalismo canalha”, termo que dá título ao livro de José Arbex Jr. de 2003 – da Veja está acuado.

A capa desta semana é mais um primor da revista da família Civita.

Ao acusar a iminente CPI de ser uma cortina de fumaça para influenciar o…

Ver o post original 1.076 mais palavras

Anúncios

Sobre florencio1

um homem simples
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s